ME

sábado, 28 de abril de 2012

Aldeone Abrantes rasga o verbo e faz ameaças e acusações à arbitragem e ao Treze

Zenaide Vitorino - www.agoraesportes.com.br

Com Master Esportes
  
Campina Grande, PB - A Partida entre Treze x Sousa que acontece neste sábado (28) no estádio – O Amigão, válida pelo jogo de volta do Cruzamento Olímpico no Paraibano, tem gerado polêmica antes mesmo de acontecer, são muitas as conversas extra campo. A rivalidade que deveria está dentro das quatro linhas ultrapassam os limites do gramado.

Do jogo de ida, restaram muitos conflitos, a arbitragem mais uma vez foi questionada. O Programa Master Esportes da TV Master, apresentado pelo comunicador Pedro Paulo, trouxe na edição desta sexta-feira, com reprise neste sábado, uma discussão sobre o assunto, foram convidados os presidentes dos clubes que disputam a 2ª fase: Botafogo, Campinense, Sousa e Treze, porém apenas Aldeone Abrantes compareceu, tendo Nelson Lira justificado sua ausência.

Os assuntos foram os mais diversos, e como sempre o polêmico Aldeone não mediu palavras para expressar o que sente e espera da partida de logo mais. Falou da escolha da arbitragem, dos confrontos entre as equipes nos últimos jogos e de como o Sousa está preparado para o embate. Confira alguns trechos da entrevista.

Pedro Paulo: Aldeone Como está o Sousa para esta partida?

Aldeone: O Sousa Esporte Clube está tranqüilo em relação ao jogo, só está preocupado único e exclusivamente com o jogo, não estamos preocupados com outras questões a fora dos noventa minutos. Uma coisa que tenho notado no adversário após a última partida é que eles falam em tudo menos no jogo, não fala que o Treze que é uma grande equipe e tem condições técnicas para reverter o quadro. O que eu escutei e tenho escutado principalmente da imprensa de Campina Grande é que o Treze vai ganhar de todo jeito. Ou ganha em campo ou fora de campo, são coisa que não condiz comigo por exemplo: Sou da essência do futebol, venho de uma família de jogadores fui jogador e gosto de futebol jogado, e repito, não estamos preocupados! Só escuto da parte do adversário coisas estranhas a partida, gostaria que todos se detecem ao jogo e não na questão de arbitragem, de pressão, de que vai agredir, de que vai trucidar, isso para mim e para o Sousa só faz nos alimentar nos tornando mais forte. Já ganhamos campeonato lá dentro nesta mesma pressão, nosso time é experiente cascudo e só vai alimentar ainda mais para fazermos um grande jogo.

Pedro Paulo: Aldeone o que você tem a comentar sobre o jogo de ida?

Aldeone: Veja bem, eu não culpo o árbitro Josemarques Domingues não! Seu Francisco Santiago viu que o jogador do Treze além de pegar o cartão do Juiz e esconder no calção, deu um bico na bola, o que mais me revolta é este jogador não ter recebido nem cartão amarelo, que era para ter sido expulso, como muitas outras coisas que aconteceram. Tava Francisco Santiago, além do bandeira que estava trabalhando, o presidente Miguel Félix e o delegado da partida todo mundo viu o lance. Em qualquer campeonato o próprio regra três pode passar para o árbitro as diretrizes, que talvez não tenha visto quando o Anderson deu um bico na bola porque ele estava de costas mais o bandeira viu e ninguém passou isto para o árbitro. Aconteceu também à pancada de Doda em Eduardo Rato, esta foi criminosa! E a pergunta do repórter ao atleta foi se ele não se envergonhava de fazer aquilo com o colega de profissão, ele sofreu apenas um cartão amarelo, já o Eduardo não sabe nem se joga mais neste semestre, então faltou colocar alguém mais experiente, mais eu não culpo pois a taxa de arbitragem teve um acréscimo de mil e quinhentos reais neste quadrangular final.


Pedro Paulo: Aldeone, na escolha dos árbitros estavam presentes os presidentes dos clubes o que você tem a dizer sobre a escolha de José Renato para a partida?

Aldeone: Veja bem, o próprio presidente defendia o nomes de José Renato, eu não vetei porque particularmente prefiro prestigiar os árbitros da Paraíba. O menino Crizaldo,  filho de José Crizaldo, foi um árbitro fantástico e acho que uma revelação neste campeonato. Das partidas que ele apitou pelo menos lá em patos, aguentou a pressão, aqui contra o Auto Esporte ele fez uma arbitragem isenta, no entanto foi queimado pelo Treze, Adalberto Moésia entrou depois de muita questão minha. Fizeram-me a proposta do tipo: Trazer árbitro de fora, o Treze propôs isto pra mim e disse que pagava esta arbitragem e eu disse por que trazer árbitro de fora? E desprestigiar quem esteve trabalhando com agente durante o campeonato, escolha o melhor por índice técnico então eles insistiram no nome de José Renato, eu prefiro acreditar em José Renato e Miguel Félix que defendeu o nome dele. Se houver qualquer problema de arbitragem no jogo vai ser dividida a culpa entre José Renato e Miguel Félix que é o diretor de árbitros e insistiu muito no nome dele. Eu não queimei ele, só não aceitei outros porque temos inimizades pessoal ou contra o Sousa, não tenho nada contra José Renato, pois já ganhei o turno com ele apitando dentro de Campina Grande. Classificamos contra o Campinense com ele apitando e continuamos acreditando que ele não vai ceder à pressão nenhuma, pois a imagem vai para o Brasil inteiro e se o Sousa passar por expediente estranho, eu sou muito homem pra tirar meu time de campo e passar a imagem pro mundo inteiro de como as coisas se dirigem.

O Treze enfrenta o Sousa logo mais à noite, pelo jogo de volta das semi-finais, a partida é decisória e o Galo da Borborema precisa vencer com dois gols de diferença, já o Sousa que tirou a vantagem na última partida, pode perder por um gol, que segue para a final da fase no próximo domingo.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Master Esportes comemora 3 anos no AR

A 4 anos, exatamente 17 de abril de 2009, entrava no ar o Programa de TV, o Master Esportes, pela Tv Master. A 1a gravação ocorreu às 8h30 nos estúdios da Tv, situada na Av, Beira Rio. Seu horário de exibição se mantem até hoje sexta 23h nos canais 20 Net, 27 Jet e no www.tvmaster.tv 

Na oportunidade a 1a entrevista tratava-se da arbitragem do futebol paraibano.

O  maior e mais dinâmico programa esportivo da Tv paraibana com uma hora de duração sempre foi apresentado por Pedro Paulo. Por ele passou como comentarista Hilomar Araújo e atualmente ocupa o cargo Ronaldo Belarmino. Outro que também atua como comentarista de futebol internacional é Viera Neto a 3 anos. Este que chegou a substituir no comando do programa por 1 vez.

Ao contrario da grande maioria dos programas que só tratam de uma unica modalidade esportiva o futebol e principalmente o profissional da Paraíba ou outro lugar, o Master Esportes (ME) retrata também outros valores esportivos, que muitas vezes desconhecidos por uma parte da população.

O convidado é convidado, aqui no ME não existe matéria paga ou "amarrado com linha política" todos tem vez, voz e imagem.

Aqui se respira Esporte ! Foi com essa ideia, que passamos a marca de +200 programas. Durante a Copa  do Mundo de 2010 ele chegou a ter 5 exibições diárias AO VIVO com a participação de torpedos, telefone do telespectador interagindo com o apresentador. Atualmente foram exibidos 221 programas. Por ele, o ME, passou bandas, hipnose esportiva, diversas modalidades esportivas individuais e coletivas, companheiros da imprensa esportiva dos diversos segmentos e veículos de comunicação, demostrações de talentos, humorista Pianco "tirando onda" com as pessoas, coisas e  fatos esportivos, o apresentador fazendo peripécias no ar.

Das poucas matérias externas feitas mas com o foco Esporte, destaca-se a cobertura do São João de Campina Grande em 2011, no aeroclube com o vôo de asa delta sobre a capital João Pessoa-suas instalações e independências, a vinda doo Jogador ZICO, o árbitro Margarida e C&A a nossa cidade, o Motocross na cidade de Alagoa Grande, a pelada da TV Master.

Comentado por muitos, hoje o ME atingem bons números de audiência, fortalecendo a TV Master bem como tornando-se uma referencia em seu segmento.

Auto Esporte é a esperança do Botafogo frente ao Sousa

Chegando ao final da 1º fase do campeonato paraibano rumo a definir as quatro equipes que irão disputar o quadrangular final.

O Auto Esporte torna-se o fiel da balança, pois o time do Sousa, pode atrapalhar a classificação do Botafogo. Por isso mesmo, neste jogo de meio de semana a torcida do belo torce pelo macaco do bairro de Mangabeira.

Para este jogo, os automobilistas não verão em campo o Lateral Esquerdo Neto que tomou o 3º Amarelo e só retorna na 18a Rodada e ultima contra o Paraíba em João Pessoa.

Contra o Sousa, treinador Denô ainda não contará com os dois principais atacantes/ artilheiros da equipe com 3 gols cada, o Atacantes Romarinho e Anderson, bem como o zagueiro Cezar todos no Departamento Médico com lesões musculares nas coxas.


Sobrando assim a responsabilidade de gols para o Volante Wallison e as cobranças de faltas do volante Gildo e do zagueiro Marcondes, este que todas as vezes quando foi titular o elenco venceu.

Após a derrota para o Campinense no último domingo por 2 a 1, o time do Auto Esporte só pensa em se reabilitar frente ao Sousa nesta quarta-feira 18 de março às 20h15 no Estádio o Almeidão.

Para esse jogo Auto Esporte x Sousa, apita Clizaldo Luiz Maroja -CBF de João Pessoa, seus assistentes Márcio Freire- CBF -da cidade de Campina Grande e Joseilton Cordeiro - FPF- Campina Grande e como árbitro reserva Joedson Borges - FPF- Pilar.

Na partida de ida ocorrida em 16 de fevereiro de 2012, ainda com o técnico Neto Maradona,  o Sousa venceu no Estádio Marizão por 2 a 1 o Auto Esporte.

Para se obter essa vitória esperada pelo Auto Esporte e por tabela ajudar o Botafogo, o Auto aguarda receber o cheque referente da Copa do Brasil no valor de 120 mil com os devidos descontos, 108 mil, já depositado, mas previsto ser liberado e efetuado o pagamento aos jogadores nesta quinta-feira.

Para a partida Auto Esporte e Sousa, O Auto Esporte ocupa a 8a colocação com 16 jogos, 19 pontos, 6 vitórias, 1 empate 9 derrotas, fazendo 21 gols, sofrendo 24 um saldo negativo de 3. Equivalente a um aproveitamento de  39,6 %  enquanto que é o 4º colocado com 28 pontos. em 16 jogos.

Ingressos: Antecipados nos Postos Opção: 18 reais e 9 mulheres, estudantes e idosos, no dia do jogo as vendas serão realizadas no Estádio José Américo de Almeida, o Almeidão nos valores de R$ 30,00 e R$ 15,00 meia, lembrando que só será liberado a arquibancada sombra.

Por Pedro Paulo

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Paraibano 2012 tem a quarta melhor média de público do Brasil


Paraibano 2012 tem a quarta melhor média de público do Brasil
Foto: Campinense 2x1 Treze - Élison Silva / Voz da Torcida

Tido como um campeonato esvaziado, atribuído pela fraca qualidade do futebol disputado como também pela concorrência com a transmissão televisiva de torneios de grandes centros, o Campeonato Paraibano 2012 vem surpreendendo em sua média de público.
De acordo com um levantamento feito pelo jornal Extra, do Rio de Janeiro, do dia 15 de abril, entre todos os torneios regionais disputados no Brasil até o momento, o Campeonato Paraibano tem a quarta melhor média de público, perdendo apenas para os estaduais de Pernambuco, São Paulo e Goiás.
Surpreendentemente, o estadual da Paraíba encontra-se à frente do badalado Campeonato Carioca, e dos estaduais de Minas Gerais, Bahia, e Rio Grande do Sul. A média é feita com a soma do público de todos os jogos de cada rodada da competição.
Média de público (pagante) dos principais campeonatos estaduais do país:

Pernambuco: 7.860
São Paulo: 5.327
Goiás: 4.561
Paraíba: 2.811
Ceará: 2.508
Minas Gerais: 2.471
Rio de Janeiro: 2.365
Rio Grande do Sul: 2.141
Bahia: 2.057

Os dados foram computados pelo jornal Extra até o dia 07/04/2012. Só na rodada do último domingo (15), a partida entre Campinense e Auto Esporte, no Amigão, registrou um público pagante de 2.601 torcedores, enquanto que em João Pessoa, entre Botafogo-PB e Treze, 2.283.
No entanto, os números acabam por mascarar uma realidade em que, alguns Campeonatos Estaduais tradicionais do Brasil, em 2012, obtiveram pífias médias de público e foram superados pelo esvaziado campeonato da Paraíba.
A edição de 2012 do Campeonato Paraibano, que terá o encerramento de sua primeira fase dentro de uma semana, registrou o maior equilíbrio dos últimos tempos da competição. Restando duas rodadas para o início da segunda fase, seis equipes brigam por quatro vagas do cruzamento olímpico da competição.

Fonte:  Voz da Torcida por Marília Ferreira 

COPA DOS CAMPEÕES DE BAIRRO

 
(FOTO: Programa esporte e Ação)
A primeira etapa da fase de volta da Copa de Futebol dos Clubes Campeões de Bairros foi fechada neste domingo (15) com a realização de dez jogos, classificando de forma antecipada treze times para a segunda etapa do torneio que é uma realização da Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer).